domingo, 15 de novembro de 2015

Não tem idade para começar a fazer faculdade

Depois de ser diagnosticado com uma limitação física nas pernas que o impede de fazer muito esforço, José Lopes, aos 39 anos, aproveitou o momento para ingressar no ensino superior.


Melissa: O que te levou a começar a faculdade?

José: Foi meio forçado. Tenho um problema na perna e não posso fazer muita força, então resolvi aproveitar para estudar.


M: Quais são os seus hobbies?

J: Adoro tocar violão e contrabaixo. Começou como um hobbie, hoje toco profissionalmente. Já toquei de tudo, inclusive rock e sertanejo, mas hoje tenho uma banda gospel, tocamos em eventos familiares, como casamentos. Também gostava de fazer academia, jogar bola, mas depois do problema na perna eu parei.


M: Mas então, por que escolheu estudar Jornalismo ao invés de Música?

J: Estava em dúvida entre estudar Música, Jornalismo ou Educação Física. Quando consegui a bolsa de 50% pelo Prouni para estudar Jornalismo, despertou um sonho antigo de ser correspondente de guerra.


M: Mas você já havia cogitado ingressar no ensino superior antes?

J: Quando fiz o 2º grau era diferente, não tinha esse incentivo do governo que temos hoje. Aí, aos vinte e seis anos, casei, tive dois filhos, então não teve jeito.


M: E sua família, apoia que você estude?

J: Sim, claro, me esposa me apoia e meus filhos me veem como um herói. O mais velho tem 13 anos e o outro tem 10, eles gostam de comparar o que estão aprendendo na escola com o que eu estou aprendendo na faculdade.


M: O ensino superior te fez falta no início da sua carreira?

J: Sim, muita. Se meus filhos não quiserem estudar, eu vou obrigá-los. Por que até quem tem ensino superior está aí sofrendo para arrumar um bom emprego.

0 comentários:

Postar um comentário

Created By Sora Templates