terça-feira, 20 de outubro de 2015

Animais de Estimação

Uma nova ONG foi fundada em Extrema/MG com o propósito de incentivar as leis de proteção aos animais, a Soul Animal. Quando vejo uma iniciativa dessas fico tão contente, não posso deixar de pensar em quantos bichinhos vemos sofrer na mão dos homens por aí. Minha cadelinha foi cruelmente maltratada em seus últimos dias de vida depois que sofreu um acidente que a deixou cega de um olho e manca, ela viveu apenas sete anos e não merecia o fim trágico que teve.

Acho tão triste a visão deturpada que as pessoas têm do termo “animal de estimação”. Adotar um cachorro grande para ser seu cão de guarda e deixá-lo passando frio e chuva no quintal ou privando-o de fazer caminhadas não é ter um animal de estimação. Criar um gato dentro de casa apenas para caçar ratos não é ter um animal de estimação. Pensar que apenas os filhotes fofinhos merecem sua atenção e que, quando crescem, não servem mais para se ter em casa não é ter um animal de estimação.
Seja solidário e ganhe um companheiro fiel por toda a vida. Mas, se você não tem condições de arcar com os gastos e suprir a carência de um animal de estimação, não adote! Evite que mais um ser sofra em vão.
Tem ainda os que determinam que ratos, coelhos e tartarugas (entre outros) não podem ser domesticados. E que peixes envidraçados ou pássaros engaiolados são ótimos para decorar a casa, esquecendo-se muitas vezes que existem tipos diferentes de peixes e pássaros, com necessidades diferentes, não basta colocá-lo lá e comprar a ração mais barata. A caixinha de areia, a gaiola, o aquário, o quintal precisam ser higienizados, nem todo bicho gosta da mesma ração e sua espécie de pássaro pode necessitar de uma gaiola maior e cuidados especiais.

Nesses dias soube que uma chinchila não pode sofrer emoções fortes por que tem o coraçãozinho sensível. Que o pug sofre em um país tropical como o nosso por que tem dificuldade pra respirar. E que quando uma calopsita arranca as próprias penas é por que está com um alto nível de estresse. Então, não adote um bichinho apenas pela beleza ou pela sua “utilidade”. Quem realmente ama os animais não vê essas qualidades na hora de adotar: adota por que quer cuidar dele e protegê-lo.

E esses cuidados são recíprocos: esses bichinhos vão se sentir amados e vão te amar e te proteger em todos os momentos. São um antídoto para a tristeza. Seja solidário e ganhe um companheiro fiel por toda a vida. Mas, se você não tem condições de arcar com os gastos e suprir a carência de um animal de estimação, não adote! Evite que mais um ser sofra em vão.

0 comentários:

Postar um comentário

Created By Sora Templates