segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Bastidores de uma Reportagem Policial


Mais do que falar de um caso policial, o papel do jornalista é contar uma história, traduzindo as informações apuradas para passar uma mensagem clara ao telespectador - Lívia Zuccaro
A reportagem policial é uma novela da vida real: essa frase sintetiza o discurso de Lívia Zuccaro, repórter do programa jornalístico Tá na Tela, apresentado por Luiz Bacci na TV Bandeirantes. A palestra – realizada em parceria com seu diretor, Murilo Cassio – abriu a 12ª Semana de Comunicação da FACCAMP (Faculdade de Campo Limpo Paulista) iniciada na última quarta-feira (24).

O discurso de Lívia teve foco no desempenho do repórter. Conforme suas palavras: mais do que falar de um caso policial, o papel do jornalista é contar uma história, traduzindo as informações apuradas para passar uma mensagem clara ao telespectador. Normalmente, o cinegrafista acompanha o repórter com um plano de filmagem conhecido como Plano Sequência, que nada mais é do que um modo dinâmico de reconstruir a cena enquanto os fatos são narrados. Esse estilo de linguagem – utilizado popularmente entre os repórteres atuais – evoluiu e se modificou conforme a necessidade do público.

Lívia também frisou a importância de uma boa apuração: “hoje em dia, só a palavra do policial não basta, é preciso ouvir todos os envolvidos, inclusive a vítima e, principalmente o suspeito/acusado, nem que seja para ele negar um crime – apesar de todas as provas”. Além disso, tem que ter estômago forte na hora de visitar o local do crime, “muitas vezes você vê coisas que não pode ser exibido na televisão”, disse ela. 

Mas Lívia afirma que, apesar de todo o trabalho árduo, a maior dificuldade em produzir uma reportagem policial está em usar as palavras certas para convencer alguém que está sofrendo a dar uma entrevista, pois essa atitude envolve uma série de questões éticas e morais, principalmente com relação ao lado humano que todos temos em comum: a empatia para com os demais.

Complementando seu discurso, Murilo Cassio contou-nos sobre toda a sua trajetória profissional e os principais desafios que teve que encarar em sua jornada para chegar onde está: como diretor de um programa que promete inovar o jeito de se fazer jornalismo na TV; sempre enfatizando uma importante lição que deixou para os futuros formandos: fazer bons contatos e saber aproveitar as oportunidades. Para ilustrar o que disse, ele usou a citação de um de seus educadores: “a partir do momento que você arrumar o primeiro emprego, pode rasgar seu diploma porque não vai mais importar o que você fez na faculdade”.

O conteúdo desta semana de atividades também contou com oficinas publicitárias para os alunos de Publicidade e Propaganda e mais palestras voltadas para os alunos de Jornalismo e Rádio e TV tendo como tema os bastidores de um programa de televisão e a produção de um livro biografia, além da exposição dos trabalhos dos discentes de comunicação e o lançamento do livroA Trajetória do Jornalista Gerson de Souza”.

0 comentários:

Postar um comentário

Created By Sora Templates