quarta-feira, 30 de julho de 2014

Relatório de Leitura das Férias

Enfim, minhas férias estão chegando ao fim. Mentira. Peguei apenas 15 dias de férias do meu estágio, mas as minhas aulas retornam somente na segunda quinzena de agosto, imagino. De qualquer forma, pretendo começar a tirar a minha habilitação para dirigir – ainda não desisti de começar! rs – e não vou me surpreender se ficar mega exausta. Terei que tomar uma multivitamina e comer barrinhas de cereais todos os dias para não desmaiar por aí.

Quanto ao meu relatório de leitura, tenho que dizer que não li o quanto desejava, afinal me apeguei a certos autores e tenho dificuldade para encontrar novos que me agradam. Todavia, confesso que me surpreendi com algumas boas surpresas! Segue a lista: li os livros exatamente nesta ordem. Tirei um print da minha avaliação no skoob pra vocês verem.

Os Adoráveis

Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela — e já ganhou até prêmios na categoria “Melhor Blog sobre Estilo de Vida” pelo e Guardian e um Bloggie Award. Adora balas Haribo, moda (a que ela cria, comprando em brechós) e colorir (ou descolorir totalmente) os cabelos. Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana — mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável. Mas, certamente, ela não olharia duas vezes para Michael. Porque Michael é o oposto de Jeane. Ele é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. E compra suas roupas na Hollister, na Jack Wills e na Abercrombie. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e nunca paga por isso). Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “ex” — Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que ¬ ficaram pela primeira vez.
Os Adoráveis - Eles não têm medo de ser quem são... - Sarra Manning
Adorkable foi uma adorável surpresa, tanto que me senti inspirada a fazer um post sobre o livro e a persona: confira aqui. Entrou para minha lista de favoritos, claro! As 4 estrelinhas foi por que faltou fechar a história com chave de ouro, achei que o final ficou meio clichê.

A Caça de Harry Winston

Emmy estava a dois passos do casamento perfeito quando seu namorado a trocou pela personal trainer. Leigh é considerada o novo talento na editora onde trabalha, mas sua vida amorosa não anda tão bem quanto pensava. A brasileira Adriana odeia a palavra compromisso. Para ela, quanto mais homens melhor. As três amigas decidem fazer um grande pacto: mudar radicalmente suas vidas em um ano. Será que elas vão conseguir?
À Caça de Harry Winston - Lauren Weisberger

Apesar de ter citado o desastre de leitura de O Diabo Veste Prada neste post aqui, resolvi dar mais uma chance para a autora e... me surpreendi! A Caça de Harry Winston é uma ótima comédia romântica. Mas, mais uma vez, faltou fechar a história com chave de ouro. Parece que a autora terminou às pressas por que já tinha dado a quantidade de páginas ideal. Tipo, o ritmo da história muda totalmente no final.

Todo mundo que vale a pena conhecer

O delicioso "O Diabo Veste Prada", com suas alfinetadas no mundinho das revistas de moda, tornou-se best seller no mundo todo. Em seu segundo romance, "Todo Mundo que Vale a Pena Conhecer", Lauren Weisberger volta com mais uma saborosa sátira, mirando o restrito universo das festas mais badaladas de Nova York.
Bette Robinson só anda apressada pelas ruas de Manhattan, correndo pra baixo e pra cima, em seu emprego "semi-escravidão" no banco UBS. Ela já está cansada das 80 (!) horas de trabalho semanais, do cubículo claustrofóbico e das detestáveis frases-do-dia de seu igualmente detestável chefe. Aos 27 anos, a impulsiva Bette tem a certeza de que não vai sentir saudades do emprego. Ela decide se arriscar: simplesmente pede demissão, diz adeus e bye- bye.
Graças a um tio colunista social, Bette conhece a diretora da Kelly & Company, a agência de RP e Eventos mais bacana de Nova York. De uma hora para outra, ela tem um emprego novinho em folha, cuja principal exigência é ver e ser vista. As novas responsabilidades de Bette passam a ser - morra de inveja! - freqüentar as boates mais descoladas de Nova York e organizar as festas mais concorridas, de preferência as que atraiam celebridades como Jerry Seinfeld, Jay-Z e James Gandolfini.

Todo mundo que vale a pena conhecer - Lauren Weisberger
Além de pular muitos parágrafos onde nada acontecia (a Lauren é extremamente detalhista), fiquei um tanto desapontada com o final. Esperava muito mais da autora e, conheço seus outros livros, sei que ela tinha potencial de fazer algo melhor. De resto, o contexto é ótimo e as personas também! Fiquei super envolvida com a trama e tudo mais.

Toda Sua

Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela - e provavelmente qualquer outra pessoa - já viu. Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer - Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é considerado por eles como incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam - o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.
Toda Sua - Crossfire - Livro 01 - Sylvia Day
Peguei o livro apenas por causa das ótimas resenhas sobre ele. Mas simplesmente me neguei a lê-lo depois da contra-capa, orelhas e agradecimentos (meu ritual de leitura), devido às inúmeras referências a Cinquenta Tons de Cinza. Não me importa se Sylvia desenvolvei melhor a história e os personagens e as cenas picantes, se a ideia original partiu da cabeça de L.J. James, então ela merece todo o crédito, e todo o resto não passa de uma cópia. Me recuso a ler cópias. Afinal, não ia gostar nada se alguém copiasse uma das minhas ideias mas escrevesse uma versão melhor delas.

Morte Súbita

Quando Barry FairBrother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em estado de choque.
A aparência idílica do vilarejo, com uma praça de paralelepípedos e uma antiga abadia, esconde uma guerra.
Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com os maridos, professores em guerra com os alunos… Pagford não é o que parece ser à primeira vista.
A vaga deixada por Barry no conselho da paróquia logo se torna o catalisador para a maior guerra já vivida pelo vilarejo. Quem triunfará em uma eleição repleta de paixão, ambivalência e revelações inesperadas? Com muito humor negro, instigante e constantemente surpreendente, Morte Súbita é o primeiro livro para adultos de J.K. Rowling, autora de mais de 450 milhões de exemplares vendidos.
Morte Súbita - J. K. Rowling
Morte Súbita é um ótimo livro de suspense que veio para provar que J.K. Rowling não é apenas a autora de Harry Potter. Mas, infelizmente, não faz meu gênero. Meu negócio é romances, histórias juvenis e histórias místicas. Mas, lá no fundo, confesso que adoraria ler mais sobre o Harry e garanto que muitos outros fãs também. Pottermore foi um jeito de suprir este desejo, mas nada seria melhor que novos livros de J.K.Rowling. Ela poderia escrever, por exemplo, um livro sobre a Hermione e sua família, quando descobriram que ela é bruxa e sua infância e tal. Eu ia pirar!

O Diamante

Cinco personagens, separados pelo tempo e aparentemente sem conexão entre si, contam a história da paixão das mulheres pelo diamante aliás, não só das mulheres! Revezando-se em uma ciranda de acontecimentos divertidos, infelizes, revoltantes ou surpreendentes, a extraordinária Frances Gerety que existiu de verdade e outros indivíduos muito especiais mostram que a história de uma sociedade é construída por meio das relações humanas, na intimidade dos lares. As transformações do mundo moderno nem sempre conseguem abalar aquilo em que se acredita com todo o coração mas as decepções com aqueles que amamos... essas podem mudar as nossas opiniões. Um livro diferente, que fala das muitas formas de viver o amor e que deixa no ar uma pergunta: os casamentos são mesmo feitos para durar?
O Diamante - J. Courtney Sullivan
Este livro me deixou meio estressada. Considerando que as histórias se passam no século passado, me revoltava a cada página com a personalidade e o comportamento das mulheres da época: machistas, submissas e preconceituosas. E pensar que ainda hoje tem pessoas com a mentalidade atrasada.

0 comentários:

Postar um comentário

Created By Sora Templates