sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Eu, Universitária

Novidade: Decidi não esperar mais e me matriculei na faculdade, comecei a estudar na segunda semana de aula do segundo semestre, e to muito feliz com isso. Afinal, o que é que eu estava esperando pra começar? Bem, até o começo do ano eu ainda estava com o pé atrás com relação à escolha do meu curso. Depois o problema foi o tempo, porque eu coloquei na cabeça que queria estudar de manhã e tal. Depois foi o dinheiro, porque eu tinha que fazer um pé de meia, arcar com o material, transporte e blá blá blá. Aí uma amiga me disse uma coisa que mudou tudo pra mim: Se você for esperar ter tempo e dinheiro ou qualquer outra condição pra começar um projeto novo, você nunca vai começar esse projeto. Então eu dei uma de louca, limpei o saldo disponível no meu cartão de crédito e me matriculei.

Meu plano era contar com meus pais, ou entrar no FIES (Financiamento Estudantil), mas minha mãe já deu uma de super-heroína e assumiu a bronca. É claro que não vai ficar assim. Já comecei a procurar emprego na área e tudo mais. Afinal, minha mãe tem seus próprios planos e não quero incomodar meu pai.

Estou fazendo Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, na FACCAMP (Faculdade de Campo Limpo Paulista). Meu Deus, como eu não me toquei que este era o curso ideal para mim? Me identifico muito com todas as disciplinas, e está sendo uma delícia estudar. Acho que estava sentindo falta desse ambiente escolar. Além disso, os professores são ótimos, e a liberdade de expressão em sala de aula é maravilhosa. Conheci pessoas interessantes, inteligentes, jovens com os quais eu me identifico totalmente. Estou no meu habitat natural.

Na minha perua a maioria estuda alguma Engenharia, mas isso não faz com que eu me sinta deslocada. Na minha sala também tem alunos de Publicidade e Propaganda e Rádio e TV, mas o interesse na comunicação é o mesmo. De uma forma ou de outra, tudo acaba se relacionando.

Para completar, estou namorando um rapaz muito bacana e não me conformo por não ter prestado atenção nele antes. Ele é carinhoso, atencioso e… Estrategista. Um ótimo ouvinte, não ri dos meus dilemas, nem sai correndo de um compromisso. Poder contar com uma pessoa sensata e que me admira pelo que eu sou é uma grande força.

Quanto a minha turma em si, minha única dificuldade está sendo me entrosar. Talvez porque como todos começaram juntos no início do ano e eu caí de paraquedas no segundo semestre, a maioria dos alunos já se entrosaram e tudo mais. Sem querer, sentei numa fileira que só tem homens. Não sei porquê – já comentei isso aqui – , acho tão mais fácil fazer amizade com homens! Os homens não são preconceituosos nem nada. Mulher é muito crítica! E pra piorar, reconheci alguns rostinhos do Ensino Médio, pessoas que fiquei aliviada com a doce ilusão de nunca mais ver na minha vida (o que é impossível, né, já que o mundo é tão pequeno). Mas, para compensar, os meninos são ótimos, prestativos e tudo mais.

Um detalhe curioso: como minha voz não é muito forte, a professora pediu que eu me levantasse para que a classe compreendesse o texto que eu estava lendo. Tipo, eu já tava super sem graça, pois fomos pegos desprevenidos, era aula de sociologia, estávamos falando de feudalismo, e história não é meu forte, e o carinha que ia ler o texto e discorrer sobre o assunto tinha faltado, então sobrou pra mim… Pensei “se sentada já estou tendo dificuldades, imagina levantar e encarar a sala toda, ainda mais com todo mundo sabendo que sou a aluna nova (detesto ser aluna nova!)”. Revisando os sintomas da timidez: mão suada, coração disparado, gagueira. Sempre passei por isso. Mas foi incrível quando, assim que me coloquei de pé e encarei a classe… A timidez passou!  Concluí que era consequência da dança. Por que numa apresentação é sempre assim: enquanto estou sentada esperando minha vez me sinto super nervosa, mas depois que começo a dançar tudo flui… Dá pra entender?

Mudando o foco, existe um grupo dentro da faculdade que se chama O Jornaleiro, onde os alunos de Comunicação Social exercitam o que estão aprendendo produzindo matérias sobre variados assuntos. O jornal impresso está indo para a 3ª edição, com uma tiragem de 1.500 exemplares, e está muito bem feito, levando em conta que a maioria dos alunos não é profissional. Vou me esforçar para fazer parte do grupo, tenho certeza de que posso contribuir de alguma maneira.

Entre minhas disciplinas estão:

História da Comunicação – Profº Paulo

O Paulo é um barato. Logo no começo achei que a matéria ia ser um grande tédio, mas muito pelo contrário: a maneira como ele dá aula faz tudo parecer muito interessante. É muito fácil se envolver com a aula, com o conteúdo e tudo mais.

Estética e História da Arte – Profº Cléber

O Cléber associa muito a aula à sua própria experiência de vida. Ele não simplesmente aula de arte, mas ele vive a arte, e isso é explícito no seu jeito de se comportar, de discursar e tudo mais.

Técnicas e Gêneros Jornalísticos – Profª Maria

Ainda não tive a oportunidade de conhecer a Maria Auxiliadora, porque ela tirou licença e quem está ministrando as aulas é o Profº Felipe. Mas, pelo pouco que ouvi falar dela, parece uma pessoa difícil de lidar. Só pra registrar, ouvi a seguinte expressão: “… Eu estava me preparando psicologicamente para a aula dela…”.

Técnicas de Rádio e TV – Profº Felipe

O Felipe é um homem jovem, mas muito inteligente e com um grande espírito de liderança. Eu adoro a maneira como ele organiza as aulas deles, tudo bem planejado e tudo mais. Apesar de ele fazer anotações e tal para dar a aula, consegue fazer com que o conteúdo seja muito dinâmico, sempre associando com fatos históricos, atuais e exemplos da nossa própria vida. E, só por comentar, ele é uma gracinha.

Língua Portuguesa – Profª Cecília

A Cecília é um tanto séria, fala tudo certinho e tal, mas é uma boa pessoa, muito inteligente e centrada em suas aulas.

Técnicas e Métodos de Publicidade e Propaganda – Profº Paulo

Textos publicitários não são meu forte. Espero que o humor do professor Paulo me ajude a lidar melhor com essa disciplina.

0 comentários:

Postar um comentário

Created By Sora Templates