quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Diário de Adolescente


Comprei minha agenda de 2013 em novembro. Ela é roxa e preta, da Gloss. É uma agenda de estudante, tem todas aqueles espaços frescurentos para anotações sobre mesadas, aniversários, provas, menstruação, favoritos do mês e blá blá blá. Mas isso não importa.
O fato de eu ter comprado a agenda significa que em novembro eu desisti do ano e comecei a esperar pelo próximo. O motivo de eu ter comprado a agenda é que contém citações literárias em cada página do diário.

Eu ainda escrevo diário. Acho que isso é uma característica de pessoas solitárias. Quando tenho companhia, escrevo menos. Quando me sinto sozinha, escrevo a todo vapor. Apesar de que o The Sims está arrancando um pouquinho da minha inspiração. Ao invés de escrever a história, eu jogo. Quando estou insatisfeita, jogo imaginando uma vida maravilhosa e me sinto melhor. Porém, iludida.
Enfim, sou uma viciada. LPTS de carteirinha. Já inclui na minha lista de desejos três pacotes de expansão: Gerações, Estações e Volta ao Mundo. Vou comprar no meu cartão de crédito. Aliás, o cartão de crédito é um caos para quem não tem renda fixa. Como eu.

É aí que eu queria chegar.

Quando penso que já sei o suficiente para lidar com o mundo e as pessoas, Deus me coloca numa situação que me faz sentir um tanto ignorante. 2012 tem tudo para ser classificado como um ano maravilhoso, se termos em vista meu progresso financeiro.
Consegui um primeiro emprego bom que me garantiu salário fixo por seis meses. Consegui um dinheiro extra maravilhoso do qual usufrui por três meses. Fiz um cartão de crédito. Risquei mais de metade da minha lista de metas.
Mas consumismo e comodidade não me levaram a lugar algum.

Duas coisas que me arrependo de não ter feito quando tive condições: 1) Entrar num curso de Inglês quando eu tinha 14 anos e 2) Tirar minha habilitação em agosto. Com esses dois itens, eu teria aumentado a minha renda em pelo menos 50% no mercado de trabalho atual.
Ah, que pena que minha mãe não me pressionou mais um pouco, como ela normalmente faria. Mas eu entendo a postura dela, afinal tive iniciativa para estudar exaustivamente por seis meses em 2010.

Atualmente, estou trabalhando na Associação Comercial de Várzea Paulista. Não me pergunte porquê. Eu também não sei. Acho que é um meio de me castigar por ser seletiva demais.
De qualquer forma, espero o melhor de 2013, apesar das condições em que me encontrarei. Espero pelo menos poder beijar bastante no Carnaval, comer ovos de páscoa na Páscoa, trocar presentes no Natal e viajar no Ano Novo.

Dia dos Namorados não entra no meu calendário. Por um bom tempo. Se depender de mim, vou namorar depois dos vinte, se eu tiver alguma renda pessoal pra ele não achar que dependo dele, que espero algo dele ou que ele tem alguma obrigação comigo. E, mesmo não dependendo de mim, não vou namorar, porque quero ser bem nerd na faculdade e estarei andando de um lado para o outro com aqueles aparelhos bucais/dentais/seilás externos (aquele que fica uma almofadinha no pescoço).

Por que tenho a sensação de que a faculdade vai acabar com a minha vida?

Ou será que é o aparelho? Eu disse para a minha dentista que isso ia acabar com a minha autoestima.

Poxa vida, me sinto tão adolescente. Ei, eu sou adolescente! Então tenho o direito de ficar assim. Melhor me aproveitar da idade enquanto ainda posso usar ela como desculpa.

0 comentários:

Postar um comentário

Created By Sora Templates