terça-feira, 16 de outubro de 2012

Podia ser assim...


Currículum Vitae

Mariana Lourenço da Silva


23 anos
Solteira

Objetivo

Atuar na área literária como escritora.

Formação

  • Criação Literária (graduação)
  • Humor e Criatividade (especialização em comédias românticas)

Experiência Profissional

  • Palestrante e ministrante de oficinas de literatura em diversas bienais brasileiras e internacionais
  • Contadora de histórias em bibliotecas e escolas públicas com foco em adolescentes e jovens
  • Assistente da secretaria de arte e cultura por 3 anos, desenvolvendo projetos literários para o benefício da comunidade

Principais Habilidades e Qualificações

  • Leitura Interpretativa
  • Domínio da Língua Portuguesa
  • Facilidade para Comunicação
  • Escrita criativa

Manuscritos

  • Trilogia Amor & Castigo



- Bom currículo. O que a traz em minha editora, exatamente?
- Estou procurando um emprego.
- Como escritora?
- Romancista, mais especificamente.
- E por que você escolheu esta editora?
- Diferentemente das demais, vocês são importância e apoio ao escritor em si, não somente a sua obra.
- Isso é profissionalismo, Mariana. A obra boa se encontra no escritor bom com um pouco de incentivo e treino. Mas vejo que a srta ainda não publicou nada...
- Me chame de você, por favor. Ainda não publiquei porque não acredito que meus manuscritos estão bons o suficiente para se lançar no mercado editorial.
- Mas se você não confia em si mesma, porque eu confiaria?
- O senhor é um editor experiente e poderia me orientar, visando minhas principais habilidades em constante aprimoramento.
- Certo. Mas, ainda assim, não deveria me enviar um resumo das obras para então comparecer aqui após meu consentimento?
- Como darão importância ao que diz minhas obras se não me conhecerem primeiro?
- Compreendo seu ponto de vista. Caso sua história e sua estória me agrade, podemos fechar um contrato válido por um ano para publicarmos a trilogia...
- Não.
- Como?
- A trilogia foi escrita há alguns meses, preciso de tempo para revisá-la e reescreve-la antes de encaminhar para publicação.
- E por que não fizera isso antes de se encaminhar à minha editora?
- Porque gostaria de contar com seu auxílio no meu processo de criação.
- Ok, posso opinar enquanto...
- Não.
- O que foi desta vez?
- Por favor, apenas acompanhe, deixe para opinar somente quando estiver concluído, se não você pode interromper minha linha de pensamento.
- Como quiser, Mariana. Pode me entregar uma sinopse das obras?
- As sinopses não são confiantes. Elas ocultam partes importantes da história que não podem ser reveladas previamente, e podem passar uma impressão diferente da impressão que cada leitor pode ter com a leitura.
- O que está dizendo?
- Posso construir uma sinopse, mas não estou certa de que o livro seguirá exatamente o rumo que eu traçar, e pessoas diferentes enxergaram o livro de maneira diferente, neste caso a sinopse só atrapalha.
- Então apenas escreva um rascunho, preciso ver se escreve bem.
- Ora, perdoe-me, mas eu poderia usar um vocabulário pobre, com erros ortográficos para narrar uma história clichê e ainda assim escrever bem!
- Impossível!
- Claro que não! As palavras não são importantes, e sim a maneira como são postas. A história não é importante, e sim a maneira como ela é contada.
- Está me dizendo que pode usar um conto tradicional como base, fazer uso de palavras coloquiais e ainda assim impressionar o público com o que escreve?
- Não é isso que os escritores atuais estão fazendo?
- Está contratada.

0 comentários:

Postar um comentário

Created By Sora Templates